Cenas – 15

Você veio correndo, me abraçou e ficou me rodando.
-Amoooor!!! Que saudade de você! Estava te procurando em tudo quanto é lugar! E aí, tudo bem contigo?
Não, eu não estava bem. Estava acabada, desmoronando por dentro,  com uma dor insuportável em meu peito e não conseguia respirar de tanta angústia acumulada. Mas aquele não era o local…
Respirei fundo e… -Estou ótima, melhor impossível.
Você analisou meu rosto, sabia muito bem reconhecer uma mentira e era com isso que eu estava contando.
Meio devagar, para disfarçar, você falou:- Sabe… Eu tenho que ir embora agora… Mas daqui há duas horas eu apareço na sua casa. Beijos.
Me abraçou o mais forte possível e disse no meu ouvido:-Calma. Seja lá o que for, vai passar. E se não passar em estarei aqui sempre.- E beijou minha bochecha.
Aproveitei o seu abraço forte e larguei a posse rígida e forte. Você me segurou mais forte para ninguém perceber.
-Eu apareço na sua casa daqui uma hora. Ok?
Vagarosamente foi me soltando e me ajudando a voltar a posição ereta. Me olhou nos olhos e eu balancei a cabeça assentindo.
Soltou minha mão e foi embora, sempre olhando para mim.
Fafá ;*

Anúncios

Hoje cheguei em casa e a primeira coisa que fiz foi me trancar no quarto e chorar, chorar muito.
Sem saber o porque, mas sei que falta um pedaço de mim e isso tá acabando comigo.
É tanta angústia que nem consigo respirar direito e fiquei horas lá, só chorando…

Fafá :*

Cenas – 14

Eu sentada em um banco. O vento de tão gelado parece que corta minha pele.
Sozinha perto de uma decepção.
-Fada… Olha para mim.
Vagarosamente, quase sem vontade,eu viro meu rosto e olho para ele.
-Me desculpa. Sério mesmo. Eu sou um idiota, ás vezes não queria ser tão idiota, mas sou. Me arrependo de tudo o que falei. Eu não aguento mais te ver todo dia e não poder conversar com você…
Continuo olhando sem reação.
-Me desculpa…
Dou um sorrisinho de leve com gostinho de “vamos ver” e ele entende o recado.
-Prometo que não vou mais estragar a nossa amizade.-E ele senta do meu lado no banco.
Fafá ;*

Não foi com você…

O meu primeiro beijo foi lindo, parecia cena de filme. E a segunda vez foi mais surreal ainda. Ele fez quase tudo tão perfeito…
Só que, ele não é você. Ele não me manda mensagens antes e depois de me encontrar, sequer fala comigo direito, não sabe nada da minha vida e eu quase não o conheço também.
Ele é e sempre será só um beijo, simplesmente isso. E tudo o que fez foi tão parecido com cena de filme, que eu estou achando que é isso mesmo, uma mentira.
Prefiro as conversas bobas e apaixonadas e as nossas ações desengonçadas. Prefiro a gente sem saber o que fazer.
Prefiro o namoro sem beijo com o meu melhor amigo, do que beijar uma pessoa que eu nem gosto.
É… Eu não gosto nenhum pouco dele(nunca pensei que um dia faria isso: ficar com alguém que não gosto e mal conheço).
E sabe como eu sei que não gosto dele? Com ele, não sinto nada do que sentia com você.
Sem choques… Sem borboletas no estômago… Sem beijos na bochecha… Sem dedos entrelaçados…
Só de sentir a sua respiração, eu já sentia uma sensação quase inexplicável, mágica e maravilhosa. Com ele não sinto uma mínima faísca sequer, é só beijo, nem conversar ele conversa direito. É burro, ignorante…
Durante anos, eu não passo um dia sem pensar em você.
Tomara que um dia eu consiga te esquecer e sentir a mesma mágica com outra pessoa.
“Já falei pra mim, jurei até, que essa não seria para você e agora é”
Fafá ;*

My Sweet Sixteen

Hoje é meu aniversário de dezesseis anos e até agora tudo está mais lindo do que nunca.
Recebi presentes, festa e surpresas e beijos das pessoas que mais amo e isso tá sendo tão bom para mim, ver que tem pessoas que me amam, me desejam o bem e me acham especial.
Bateu uma saudade das pessoas que ano passado, nesta mesma data, eram muito especiais para mim, mas que de repente se distanciaram, sem motivo algum, sem avisar.
Mas o mundo dá voltas e sei que hoje tenho as melhores pessoas para mim, algumas pessoas vão e, se for para ser, elas voltam.
Nesse meu aniversário de dezesseis anos quero agradecer a todas as pessoas que passaram na minha vida e as que ainda continuam, por terem sido e ainda serem muito especiais para mim, fazerem com que os meus dias só sejam felizes e coloridos, por me ajudarem a ver só o lado bom de todas as situações e fazerem com que a minha vida seja doce. É por causa de todos vocês que sou assim do jeito que sou.
Também quero agradecer a mim., sim a mim mesma, por ser forte, bem-humorada, sempre conseguir superar os obstáculos da vida e ser feliz durante todos esses 16 anos.
Parabéns para mim, muito amor e felicidade em minha vida e que esse dia seja mais especial do que já está sendo.
Fafá ;*

E um dia, num lindo dia na verdade, ele desceu do ônibus só para me beijar.
Foi um beijo desajeitado, desastroso, mas maravilhoso, igualzinho a todos os outros.
Ás vezes até acho que foi um beijo forçado.
Mas mesmo assim foi um beijo.
No dia do meu aniversário.
Fafá ;*

Não deveria ter ficado…

Eu sabia que esse negócio de “ficar” não ia dar certo. Sabia que iria me apegar e depois me machucar.

Nunca me deixei levar pelos comentários das outras pessoas e desta vez não foi diferente, só aconteceu por que eu quis. Porém eu sabia, sabia que não deveria ter ficado, não sou uma pessoa que consegue fazer isso, nunca me dou em pedaços, sempre me jogo de cabeça…
Eu fiquei, tentando botar na cabeça que era só um beijo, mas com vontade de compromisso, de pelo menos uma mensagem de boa noite, vontade de mais…
E agora tudo que leio, tudo que descubro, só me machuca, só me faz mal. Você me faz mal…
Fafá ;*