Sol

Eu recebi Sol o final de semana inteiro, seu calor e sua luz. E agora sou obrigada a aguentar trovão em pleno feriado de segunda-feira. Por isso chovo, não muito, só uma chuva rápida, algo que não causaria nem uma poça. Mesmo assim, o Sol continua tentando me aquecer, mesmo à distância, e assim, secar cada uma das pequenas gotas que caem.

A nuvenzinha cinza fica pairando e pairando, nenhum ventinho consegue fazê-la voar para longe. Mas, parece que aquele Sol, está conseguindo, pelo menos, me fazer escrever, me dar um feixe de luz bem no meu rosto.

Fafá ;*

Anúncios

O mundo não é o que ele era para mim?

Quando eu acho que finalmente estou entendendo o mundo, pá! Vem algo que me faz questionar minhas certezas e verdades. Ou as certezas e verdades dos outros.

Parece que o meu universo, que sempre pareceu ter as coisas certas e erradas da vida tão bem definidas, como se o mundo todo fosse assim, simplesmente se desmantelou ao se chocar com o universo de outra pessoa que faz tudo de “errado”, mas se dá sempre bem. Aprendi que só ganho as coisas se eu batalhar por elas, se eu correr atrás. E não foi só minha pequena família que colocou isso na minha cabeça, o mundo grita isso, são pessoas fazendo discursos e posts motivacionais dizendo que se você trabalhar duro, conseguirá tudo o que quer. Porém, eu trabalho duro e não consigo comprar direito nem um batom  de farmácia para mim, enquanto olho e as pessoas ganham tudo de mão beijada. Quer roupas novas? TOMA. Quer viajar? TOMA. Quer mudar o visual? TOMA. Quer sair? TOMA MAIS.

E ao serem questionadas, essas pessoas acham normal… E eu fico confusa, o que é certo então? Por que eu vivo do jeito que eu vivo então, se eu não ganho nada de positivo disso? Estou sendo muito bobinha? Devia pedir mais? Exigir mais? Me importar menos?

Comecei a assistir uma série que deveria mostrar como uma atual dona de uma grande empresa de roupas chegou ao poder de pouquinho em pouquinho, batalhando seu espaço. Mas, tudo o que eu vi em 13 episódios foi como fazer o mundo girar ao redor do seu próprio umbigo, manipular as pessoas e roubar o que não é seu.

Repito: Será que eu realmente não entendo o mundo se verdade? Será que vivi sempre com a ilusão errada sobre o mundo? E, por que eu não consigo mudar meu jeito para ser mais agressiva e ir contra o “correto”?

Fafá ;*

 

 

8 de março

Hoje é dia de comemorar nossa beleza sim, mas a beleza individual de cada mulher, suas diferenças e especificidades e histórias. Nada de pensar só na beleza padrão definida pela sociedade. Dia de homenagear a força da mulher e pensar em suas batalhas. Lembrar que só temos o que temos por causa de outras mulheres que lutaram, sofreram, batalharam e algumas até morreram. Dia também de pensar nas lutas que ainda temos que travar  para conseguir os nossos direitos. O de andar livremente sem ser assediada. O de receber salário igual e oportunidades de empregos iguais as dos homens. O de ser o que e quem quiser ser. 

Você pode nos dar flores, mas dê também respeito e admiração. Todas merecemos, por nossas batalhas, sejam elas pessoais ou sociais. 

Um feliz dia das mulheres para TODAS as mulheres não importa quem sejam.

Fafá ;*
Esse texto será postado depois do dia 8, mas o sentimento é o mesmo.

No momento em que você chegou, percebi que estava ferrada, que a despedida dessa vez seria difícil. E foi difícil, pois, eu me apaixonei novamente por ti.

Você estava diferente, mas continuava igual, e eu me reapaixonei por cada detalhe de seu rosto, que sempre parecem algo novo para mim.

A cada vez que eu ter olhava, você parecia mais lindo. Seus olhos de vulcão com bordas verdes e lava castanha. Sua pele macia. Seu cabelo que agora deixava eu enxergar seu rosto por completo. Seu sorriso tão encantador. Eu adoro te observar.

E seu carinho que esquenta o corpo e o coração. Como topa fazer as coisas para me deixae feliz.  O modo como você me acalma e me faz pensar melhor. O quanto me faz desejar que não vá e, se for, volte o mais rápido possível.

Eu te amo. Boa noite meu bem

Eu guardo as flores em livros. Eu guardo todas as flores que você me deu em páginas de livros.

Eu guardo sentimentos em letras. Eu guardo todos os sentimentos que você me causa em letras de textos.

Eu guardo beijos no peito. Eu guardo todos os beijos que já demos num pote no fundo do peito. E, quando eu quero sorrir, eu pego do pote e faço meu coração bater mais rápido.

Eu guardo os momentos em que nossos olhares se cruzam. Eu guardo todos os momentos em que nossos olhares se cruzam e sinto que tenho a maior sorte do mundo.

Eu guardo você. Eu guardo você em cada parte do meu corpo, na mente, nos toques, nas memórias e nas sensações.

Fafá ;*

Três horas de viagem se tornam minutos, no momento em que olho no fundo dos seus olhos castanho-esverdeados que refletem a luz do sol. E a semana que passou vira um dia, assim que recebo seu abraço-casa que me conforta e me segura. O frio congelante se derrete com o fogo de seus beijos. E quando você segura a minha mão, sei que não devo medo dos tropeços. Porque tudo vale a pena quando sei que, no fim, você estará lá me esperando e feliz por me ver.

Fafá ;*

É difícil pra ela. É sim, dá pra perceber o nó em sua garganta, o peito acelerado e os olhos marejados. Mas, dessa vez, ela tá dando o seu máximo. Resistindo dia após dia às milhões de coisas que problematizam sua rotina. Ela anda superando tudo em passos de formiga. Sabe que o abraço que tanto deseja demorará pra chegar, mas, tem que aguentar esse tempo, pois, ele chegará.