No momento em que você chegou, percebi que estava ferrada, que a despedida dessa vez seria difícil. E foi difícil, pois, eu me apaixonei novamente por ti.

Você estava diferente, mas continuava igual, e eu me reapaixonei por cada detalhe de seu rosto, que sempre parecem algo novo para mim.

A cada vez que eu ter olhava, você parecia mais lindo. Seus olhos de vulcão com bordas verdes e lava castanha. Sua pele macia. Seu cabelo que agora deixava eu enxergar seu rosto por completo. Seu sorriso tão encantador. Eu adoro te observar.

E seu carinho que esquenta o corpo e o coração. Como topa fazer as coisas para me deixae feliz.  O modo como você me acalma e me faz pensar melhor. O quanto me faz desejar que não vá e, se for, volte o mais rápido possível.

Eu te amo. Boa noite meu bem

Eu guardo as flores em livros. Eu guardo todas as flores que você me deu em páginas de livros.

Eu guardo sentimentos em letras. Eu guardo todos os sentimentos que você me causa em letras de textos.

Eu guardo beijos no peito. Eu guardo todos os beijos que já demos num pote no fundo do peito. E, quando eu quero sorrir, eu pego do pote e faço meu coração bater mais rápido.

Eu guardo os momentos em que nossos olhares se cruzam. Eu guardo todos os momentos em que nossos olhares se cruzam e sinto que tenho a maior sorte do mundo.

Eu guardo você. Eu guardo você em cada parte do meu corpo, na mente, nos toques, nas memórias e nas sensações.

Fafá ;*

Três horas de viagem se tornam minutos, no momento em que olho no fundo dos seus olhos castanho-esverdeados que refletem a luz do sol. E a semana que passou vira um dia, assim que recebo seu abraço-casa que me conforta e me segura. O frio congelante se derrete com o fogo de seus beijos. E quando você segura a minha mão, sei que não devo medo dos tropeços. Porque tudo vale a pena quando sei que, no fim, você estará lá me esperando e feliz por me ver.

Fafá ;*

É difícil pra ela. É sim, dá pra perceber o nó em sua garganta, o peito acelerado e os olhos marejados. Mas, dessa vez, ela tá dando o seu máximo. Resistindo dia após dia às milhões de coisas que problematizam sua rotina. Ela anda superando tudo em passos de formiga. Sabe que o abraço que tanto deseja demorará pra chegar, mas, tem que aguentar esse tempo, pois, ele chegará.

Cenas – 29

Passei o dia mandando mensagem.

Passei o dia sem entender porque não recebia resposta nenhuma.

A campainha tocou.

Os cachos negros foram a primeira coisa que vi quando abri a porta.

Ele me abraçou.

Sabia que eu precisava dele ali.

Do seu cheiro e do seu calor.

E do seu cafuné.

Só ficamos ali abraçados durante o que pareceu ser todo o tempo do mundo.

Tudo ficou bem.

Fafá ;*

Me desligue

Me desligue.

Porque não consigo adormecer.

Com tanta coisa na cabeça.

Não quero remédio.

Só quero você.

Aspirinas não me ajudarão.

Só o seu abraço bem forte.

E um cafuné delicado.

Me desligue.

Porque eu não consigo adormecer.

O frio que eu sinto.

Não condiz com o clima lá fora.

As cobertas não esquentam.

Só o seu carinho acalenta.

Eu sei que meu descanso é necessário.

Mas meu corpo não quer desligar.

Ele não para de pensar.

Ele não para de bater.

Ele não para de tremer.

Chego a pensar que é só você que me acalma.

E me faz dormir.

E me desliga.

Pra recarregar.

E poder viver.

Fafá ;*

 

TREVO

Depois do estômago doendo de ansiedade. Do peito doendo de medo. Da mente ainda não sabendo lidar. No trem, me apareceu aquele CD tão doce e sensível, que me acalmaria. Olhei através da janela. O Sol se põe e eu me lembro de você. Você que, com seu calor e brilho, viria me segurar, acalmar meu corpo e me mostrar que não precisaria me desesperar.

Me olhou e me mostrou como me vê. Me vi capaz de tudo. Me vi te querendo mais ainda. E ao som daquele CD, nos amamos. Reafirmamos que nós juntos vivemos música. Que nós juntos fazemos música. Canção de amor sentida na batida de nossos corações. E nossas vozes mudas cantavam o que sentimos. O toque arrepiava até os pelos da nuca. E o abraço no sono nos fez um. E todas as músicas daquele CD, que se tornou o meu favorito de agora, pareciam terem sido escritas por mim para você.

Fafá ;*